Mostrando postagens com marcador Energia sem apagões. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Energia sem apagões. Mostrar todas as postagens

02/10/2019

Serviço de elétrica e hidráulica


INSTALAÇÃO DE VENTILADOR *ILUMINAÇÃO


*REPARO EM QUADRO DE DISJUNTOR

*SUBSTITUIÇÃO DE REATORES

*CONVERSÃO DE VOLTAGEM 127/220,

*SENSORES DE PRESENÇA E LUZ DE EMERGÊNCIA,


*INTERRUPTORES E TOMADAS

*CHUVEIROS E RESISTÊNCIAS,

*DISJUNTORES E SOQUETES DE LÂMPADAS,

*CAMPAINHAS E TELEFONES






  



08/01/2010

ENERGIA SEM APAGÕES

O Plano de Racionamento: cotas, sobretaxa e bônus

O governo optou pelo racionamento de energia sem apagões e menos doloroso de imediato. Inicialmente, colocou consumidores residenciais e industriais na mira de punições drásticas, como sobretaxas de até 200% na conta de luz e cortes de fornecimento de até seis dias seguidos, mas no primeiro dia do racionamento anunciou mudanças e cortou as sobretaxas para as residências que conseguirem atingir a meta de 20% de economia no consumo, mesmo que o consumo seja superior a 200 kWh por mês.

A partir da primeira leitura de dezembro de 2001, os consumidores residenciais e comerciais têm novas metas de economia. Na região Norte, a meta foi reduzida para 5%. Nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, a meta é de 12%, e no Nordeste, de 17%. O governo fez também uma concessão para as cidades turísticas, que ganharam um bônus. No NE, precisarão economizar 12%. No SE e CO, apenas 7%.

O plano administrado pela Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica, joga todas as suas fichas na cooperação da sociedade, mas não afasta o risco de apagões no futuro.

O racionamento, em vigor na regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, estabelece cotas de consumo, com penalidades para quem desrespeitar os limites e bônus para quem conseguir economizar. As cotas foram estabelecidas com base no consumo médio registrado nos meses de maio, junho e julho de 2000. Veja as principais medidas do plano

Começando em 4 de junho, o programa já sofreu inúmeras modificações. A partir de dezembro, os consumidores residenciais e comerciais não sofrem risco de corte quando o consumo foi igual ou inferior a 225kWh/mês, mesmo que ultrapassem a meta.

Impacto Fiscal - Os economistas do governo descartaram um impacto imediato do plano de racionamento nas contas públicas, mas admitiram que isso terá de ser reavaliado. O governo admitiu, no entanto, que o plano elevará em 0,15 ponto percentual a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), levando em consideração apenas o impacto da sobretaxa sobre os consumidores residenciais.



FONTE :www.terra.com.br/noticias/energia/plano/geral.htm

15/12/2009

Energia alternativa

Energia

O gerador
de energia elétrica alterima não possui anéis, carvão exitador de campo e coletor, por esse motivo ele não tem manutenção de reposição de peças, bastando apenas aplicação de graxa nos rolamentos de esfera de 30 em 30 dias. Micro Usinas Com um mínimo de potêncial hidráulico, as micro usinas produzem energia elétrica suficiente para atender suas necessidades domésticas. Equipamentos eletroeletrônicos, como computador, televisão, aparelhos de som, condicionadores de ar, aquecedores, e diversos outros equipamentos só existem graças à energia elétrica. A energia elétrica é a capacidade de uma corrente elétrica realizar trabalho. Essa forma de energia pode ser obtida através da energia química ou da energia mecânica. Através de turbinas e geradores que transformam essas formas de energia em energia elétrica. Hoje em dia a energia elétrica é a principal fonte de energia do mundo. A principal função da energia elétrica é a transformação desse tipo de energia em outros tipos, como por exemplo, a energia mecânica e a energia térmica. Para calcularmos a energia elétrica usamos a equação: Eel = P. ∆t Onde: Eel é a energia elétrica P é a potência ∆t é a variação do tempo No sistema internacional (SI), a energia elétrica é dada em joule (J), porém, a unidade de medida mais utilizada é o quilowatt-hora (kWh). No Brasil, 98% da energia elétrica produzida vêm das usinas hidrelétricas, e o restante é a combinação das usinas nucleares (Angra I e Angra II) e das fontes de energias renováveis (Termoelétricas e energia Eólica). As companhias energéticas utilizam o kWh para a medição do consumo de energia elétrica de um determinado estabelecimento. Para calcular a conta de energia elétrica, a companhia energética, multiplica o custo unitário do kWh pela quantidade de energia consumida durante o mês. Permite a calibração de medidores de energia elétrica, eletromecânicos e eletrônicos, monofásicos, bifásicos e trifásicos, pelo método monofásico ou trifásico, a 2, 3 ou 4 fios, com conexão rápida tipo A (BOTTOM), sem a necessidade de abertura dos elos dos medidores, possibilitando maior automação do processo. Aparelho portátil monofásico, para uso em campo ou laboratório, destinado à calibração de medidores de energia elétrica, eletromecânicos ou eletrônicos, ativos, monofásicos e polifásicos. O RD-22 realiza medição monofásica nos 4 quadrantes para energia e potências ativa e reativa. Realizam medição trifásica nos 4 quadrantes e registram o fluxo de energia direta e reversa, informando ainda a tensão, corrente, potência e energia (ativa, reativa e aparente) de cada fase. As taxas de crescimento do PIB, de energia e do uso de energia eltrica so indicadas, para os perodos selecionados, na Tabela 2. Mesmo assim, as taxas de crescimento de Energia Eltrica so expressivas.
Para calcularmos a energia elétrica usamos a equação: Eel = P. Para calcular a conta de energia elétrica, a companhia energética, multiplica o custo unitário do kWh pela quantidade de energia consumida durante o mês. Para orientar a opo de consumo relativo mximo, foi considerado que o melhor ajuste para o Brasil corresponde a um limite superior em 33% para a participao da eletricidade.